Como ser quem sou?


Faz parte de nosso desenvolvimento pessoal nos tornar quem somos. Mas como fazemos para ser quem somos?

Aprendemos desde cedo a agir de acordo com valores que nos foram transmitidos por nossos pais, familiares, escola, sociedade e mídia. Muitas vezes agradamos os outros para nos sentirmos aceitos, dando maior importância a eles do que a nós mesmos. Em certo ponto, quando somos jovens nos sentimos dependentes deles para guiar e auxiliar nossas escolhas.

Conforme amadurecemos, percebemos que nossas experiências de vida são fontes de sabedoria e passamos a utilizá-las para avaliar as nossas escolhas e as possíveis consequências delas. Compreendemos que cada decisão implica em uma ou mais renúncias e que podemos nos decepcionar depois, e se o resultado não for o esperado podemos buscar outros caminhos.

Se percebemos melhor o que sentimos, compreendemos o que nos faz bem e o que não nos faz bem. Nos mostramos autênticos quando nossas ações resultam do equilíbrio entre o que sentimos e o que pensamos.

Apreciamos os outros pelo que são, e a nós mesmos pelo que somos quando reconhecemos os nossos valores e entendemos que os outros possuem os deles, entendendo que não precisamos ser o que os outros esperam de nós, e nem eles precisam ser o que esperamos.

Deste modo, vamos deixando de lado a sensação de obrigação do "eu devo fazer" para a liberdade do "eu quero fazer". Passamos a escolher o que nos faz sentido e não o que alguém ou um grupo de pessoas espera de nós. Nos abrimos para novas experiências, externas e internas, potencializando nossa vida e criando novos modos de ser para nós mesmos.

Como ser quem sou?

"O que é ser livre? É não termos vergonha de sermos quem somos."
(Friedrich Nietzsche)

Texto por Bruno Carrasco, psicoterapeuta que valoriza de cada pessoa em seu modo de ser singular, colaborando para lidar com suas dificuldades e ampliar suas possibilidades de ser.
Como ser quem sou? Como ser quem sou? Revisado by Trilhando Autonomia em 15:30:00 Avaliação: 5
Tecnologia do Blogger.