O verdadeiro Patch Adams

Verdadeiro Patch Adams

Não concordo que rir seja o melhor remédio, eu nunca disse isso. Infelizmente, os meios de comunicação, muito antes de me conhecer, imaginam que rir seja o melhor remédio. Usam essa frase porque fazem sem pensar.

Para mim, humor é contexto. No nosso hospital, pedimos que o pessoal seja alegre, carinhoso, cooperativo, criativo e atencioso.

No mundo todo, não há hospital alegre, são todos hierárquicos. A saúde pública não é um ambiente acolhedor para proteger as pessoas que estão atendendo e as que estão sendo atendidas. No projeto do nosso hospital, o primeiro conceito interessante é fazer um hospital fabuloso para o atendente e eliminar o esgotamento emocional e físico.

Sou ativista político, trabalho pela paz e pela justiça. Se não mudarmos de uma sociedade que venera dinheiro e poder para uma que venere compaixão e generosidade, não haverá esperança para a sobrevivência do ser humano. Precisamos deter um sistema que, pela TV, estimula a concentração do dinheiro na mão de poucos.

Por que as pessoas se interessam por futebol? Antes da TV, esporte era só uma coisa que as pessoas desfrutavam. Agora, gente do esporte é multimilionária. As pessoas, nos Estados Unidos, pegam o único dia livre, o domingo, e em vez de brincar com os filhos, de namorar com a esposa, eles bebem cerveja com os colegas para torcer por multimilionários que jogam bola.

Vocês estão me entendendo, não é? Como foi isso? Como fomos enganados a acreditar que queremos um prédio enorme para morar? Um carro elegante para dirigir? Muito dinheiro no banco? Férias elegantes? E há pessoas com fome! Estamos todos numa cesta de mentiras!

O que nos faz calar? Você vê o chefe dar um beliscão na secretária e disfarça. Você morre naquela hora. No instante em que cala por medo de perder o cargo, você morre. Uma parte de você, uma parte de ser humano morre.

A cada ano que passa, fico mais humilde quanto ao conceito da cura. O seu trabalho não é curar, é cuidar. Você sempre pode cuidar, todo dia. Nunca, jamais, antes do tratamento pode garantir cura. Não importa a prática com essa doença, nunca poderá saber, antes de um tratamento a conseqüência exata desse tratamento.

A minha mãe dizia: “Bonito é o que faz bonito”. Se isso é beleza, se você for gentil, isso é beleza. Se pensa que beleza é ter 20 anos com formas específicas, então a empresa farmacêutica e a empresa de cosméticos vão ganhar milhões de dólares com o seu não pensar no que a beleza é. Ninguém na minha idade é bonito. Temos rugas, sei lá.

Fui estudar a história das revoluções. Estudei gente que faz projetos e vi que são só pessoas. Gandhi era só um homem, era advogado na África do Sul, as coisas não iam bem, a justiça não funcionava direito e ele foi trabalhar pela justiça, por uma lei diferente. Então vi que a minha meta era trabalhar pela paz, pela justiça e pelo atendimento médico gratuito.

(Entrevista na íntegra)

Falas de Patch Adams, fundador do Instituto Gesundheit nos Estados Unidos, em sua entrevista para o programa "Roda Viva" da TV Cultura, em 2007.
O verdadeiro Patch Adams O verdadeiro Patch Adams Revisado by Trilhando Autonomia em 22:11:00 Avaliação: 5
Tecnologia do Blogger.