Heráclito, o filósofo da mudança


Heráclito foi um filósofo pré-socrático que viveu em Éfeso, cidade da Grécia Antiga situada na costa ocidental da Ásia Menor, por volta dos anos de 535 à 475 a. C.

Para ele tudo flui, nada persiste nem permanece o mesmo. Tudo se faz por contrastes, completo e incompleto, harmonia e desarmonia, afirmação e negação, ordem e desordem, e da luta dos contrastes se faz a mais bela harmonia. 

Sua máxima era "Nunca nos banhamos nos mesmos rios", pois a água não é a mesma e nós já não somos os mesmos. A água do rio está sempre em movimento, é renovada constantemente, e quando retornamos ao rio também não somos mais os mesmos.

O ser é um constante vir-a-ser, vivemos num constante processo de transformação, de nos tornar algo novo, uma versão renovada de nós mesmos. A vida é um fluxo constante, impulsionada pelas forças contrárias, a contradição é o princípio de todas as coisas, é por meio das contradições que o mundo se modifica e evolui. Tudo é um grande fluxo onde nada permanece igual, pois tudo está em contínua mutação.

A mudança que acontece em todas as coisas pode ser percebida na alternância entre os contrários: coisas quentes esfriam, coisas frias esquentam; coisas úmidas secam, coisas secas umedecem etc. A realidade acontece na mudança, na luta entre os opostos. "A doença faz da saúde algo agradável e bom"; ou seja, se não houvesse a doença, não haveria por que valorizar a saúde.

Por seu desprendimento em relação ao poder e pelo desprezo que dedicava aos bens materiais, ele não era simpático aos efésios, que eram exatamente o seu oposto. Foi muito criticado por seus concidadãos quando conseguiu convencer um tirano a abdicar o poder para viver nos bosques, em livre contato com a natureza.

Pode-se dizer que Heráclito foi o fundador de uma lógica "antidialética", fundada numa concepção estética do devir da realidade, onde a tese e a antítese (ser e não ser) são uma síntese contraditória e permanente na realidade, que só assim pode vir a ser através dos seus dois aspectos existenciais, de modo que no mesmo rio entramos e não entramos, somos e não somos.

"Tudo flui como um rio."
(Heráclito de Éfeso)
Texto por Bruno Carrasco, psicoterapeuta que valoriza de cada pessoa em seu modo de ser singular, colaborando para lidar com suas dificuldades e ampliar suas possibilidades de ser.
Heráclito, o filósofo da mudança Heráclito, o filósofo da mudança Revisado by Trilhando Autonomia em 10:48:00 Avaliação: 5
Tecnologia do Blogger.