Sociedade sem escolas


Ivan Illich (1926-2002), foi um pensador austríaco que fez uma série de críticas às instituições da cultura moderna, escreveu sobre educação, medicina, trabalho, energia, ecologia e gênero. Pensador da ecologia política foi uma figura importante na reflexão sobre a sociedade industrial.

Seu livro mais famoso é "Sociedade sem escolas" (1971), uma crítica à institucionalização da educação nas sociedades contemporâneas. Por meio de exemplos sobre a atitude ineficaz deste modelo de educação. Illich se mostrava favorável à auto-aprendizagem, apoiada em relações sociais intencionais, fluida e informal.

Na escola institucionalizada, o professor é considerado o único dono da verdade, limitando as trocas de informação entre os alunos e monopolizando o aprendizado, impedindo a liberdade de pensamento. A escola tradicional funciona como ferramenta de manutenção de uma sociedade hierarquizada e desigual.

Segundo o autor, o conhecimento não deve ser monopolizado por uma instituição, deve ser compartilhado por todos de uma forma democrática e livre.
Sociedade sem escolas Sociedade sem escolas Revisado by Trilhando Autonomia em 09:04:00 Avaliação: 5
Tecnologia do Blogger.