Princípios da Escola da Ponte

Escola da Ponte (atividade)

A Escola da Ponte surgiu do desejo de se fazer uma escola que respeitasse as diferenças individuais e tratasse os alunos com amor.

Sua proposta educativa orienta-se no sentido da formação de pessoas e cidadãos cada vez mais cultos, autônomos, responsáveis e solidários e comprometidos na construção de um projeto coletivo de sociedade.

Cada ser humano é único e irrepetível, a experiência de escolarização e o trajeto de desenvolvimento de cada aluno são também únicos e irrepetíveis; as necessidades individuais e específicas de cada educando deverão ser atendidas singularmente, já que as características singulares de cada aluno implicam formas próprias de apreensão da realidade.

Prestar atenção ao aluno tal qual ele é; reconhecê-lo no que o torna único, recebendo ele em sua complexidade; tentar descobrir e valorizar a cultura de que é portador; ajudá-lo a descobrir-se e a ser ele próprio em  interação com os outros, valorizando a construção da identidade pessoal, nos valores de iniciativa, criatividade e responsabilidade.

Considera-se como currículo o conjunto de atitudes e competências que, ao longo do seu percurso escolar, e de acordo com as suas potencialidades, os alunos deverão adquirir e desenvolver, o currículo objectivo organiza-se e é articulado em cinco dimensões fundamentais: linguística, lógico-matemática, naturalista, identitária e artística.

Todo o conhecimento verdadeiramente significativo é o autoconhecimento, a ser construído pela própria pessoa a partir de sua experiência. A aprendizagem é um processo social em que os alunos dão significados a partir da experiência.

As aprendizagens significativas são valorizadas numa perspectiva interdisciplinar e holística do conhecimento, estimulando a percepção, a caracterização e a solução de problemas, de modo a que o aluno trabalhe conceitos de uma forma consistente e continuada, reelaborando-os em estruturas cognitivas cada vez mais complexas.

É indispensável a prática de um ensino individualizado e diferenciado,  referido a uma mesma plataforma curricular para todos os alunos, mas desenvolvida de modo diferente por cada um, pois todos os alunos são diferentes.

Os conteúdos a apreender deverão estar muito próximos da estrutura cognitiva dos alunos, bem assim como dos seus interesses e expectativas de conhecimento.

Acompanhar o percurso do aluno na construção do seu projeto de vida, tendo consciência da singularidade que lhe é inerente, requer uma gestão individualizada do seu percurso de aprendizagem.
Princípios da Escola da Ponte Princípios da Escola da Ponte Revisado by Trilhando Autonomia em 16:02:00 Avaliação: 5
Tecnologia do Blogger.